Sementes Fiscalizadas

Telefone (+55):
55 3322 6790 ou 8111 2902

sementes@sementesfiscalizadas.com.br - Skype | MSN | E-mail

CREEP FEEDING

CREEP FEEDING Creep-feeding

Creep-feeding ou cocho-privativo é um sistema que tem como principal objetivo a desmama de bezerros mais pesados. A suplementação alimentar, seja alimentos volumosos, concentrados , suplementos minerais e vitamínicos, é efetuada em um cocho cercado de tal forma a permitir a entrada somente dos bezerros ficando as vacas de fora.
As principais vantagens deste sistema é que constitui uma técnica de fácil aplicabilidade pelo criador; vantajosa quando os animais são vendidos pós desmama, considerando seus pesos e uniformidade dos lotes; eleva a eficiência dos machos quanto ao aproveitamento da ração, tendo a maioria peso de abate aos vinte meses de idade; influi positivamente no peso das novilhas aos vinte meses, antecipando a idade de reprodução.
Diversos são os trabalhos em que estudaram este sistema e são unânimes quanto ao maior ganho de peso tanto de machos como de fêmeas em cochos privativos quando comparados aos animais a pasto - que não receberam suplementação - até a idade de 210 dias ( à desmama ). Os pesos ficaram em torno de 15 a 30 kg acima dos animais controles. Sendo que em alguns trabalhos foram usados formulações de concentrados contendo fubá de milho e farelo de soja e/ou algodão. O consumo médio do concentrado (= ração) varia de acordo com a idade dos animais e da disponibilidade e qualidade da pastagem, tem trabalhos com consumo de 0,3 kg a 1,0 kg /cab/dia.
Outro fato constatado foi que o lote de animais que estavam em cochos privativos não apresentou nenhum bezerro considerado "guacho" (com menos de 100 kg aos 210 dias) e eram mais uniformes quanto ao peso; as vacas que possuíam bezerros em cocho privativo apresentaram uma tendência de maior eficiência reprodutiva e maior ganho de peso.
A alimentação dos bezerros em cocho privativo deve ser feita de maneira gradual, fazendo um processo de adaptação, caso forneça concentrados, podendo ser iniciada aos dois meses de idade.
O cocho privativo é uma opção para suplementar os minerais e as vitaminas necessárias aos bezerros, pois somente o leite não fornece todos estes elementos em quantidades necessárias, principalmente à medida que os bezerros vão crescendo. Outro fato é que os bezerros geralmente não tem acesso ao cocho de mineral usado para as vacas pois na maioria das vezes são mais altos, além de que estes possuem necessidades diferentes de minerais e vitaminas comparado com as vacas, portanto deve ser dado um suplemento específico para cada categoria e em cochos diferentes. O cocho de bezerros deve ter de 40 a 50 cm de altura da boca ao solo. No caso de suplementos minerais não necessita período de adaptação.
O uso do cocho privativo pode ser uma opção para o abate de animais mais cedo, ao realizar a desmama os bezerros podem ser confinados, possivelmente com resultados satisfatórios. Além de poder desmamar bezerros mais cedo antes de 210 dias, lembrando que após este desmame precoce tem que ser oferecido ao animal alimentação e ambiente adequado para que ele possa expressar seu potencial.
Outro fato importante é que com o cocho privativo o bezerro pode diminuir sua ingestão de leite, pelo fato de conseguir suprir certas exigências nutricionais com a suplementação, sendo assim a vaca sofre um menor desgaste, principalmente as primíparas, conseguindo um retorno ao cio mais rápido, conseguindo então, emprenhar durante a estação de monta. Além disso, beneficia os bezerros cujas vacas produzam pouco leite.
Há situações em que o cocho privativo não torna viável como é o caso de bezerros filhos de mães boas produtoras de leite onde a quantidade de leite produzida pela matriz é capaz de satisfazer as suas exigências.
Os custos deste tipo de cocho dependerá do material e dos modelos a serem utilizados, podendo variar em torno de R$ 100,00 a R$ 400,00.
Os alimentos a serem usados dependerá da disponibilidade e preço, além das limitações destes junto à categoria em questão. Com relação a concentrados comerciais disponíveis deve-se levar em consideração a idoneidade da empresa, a qualidade do produto e a relação benefício/custo deste.
Deve-se ter em mente que o cocho privativo não é milagroso, tende de pensar também em nutrição como um todo e não só do bezerro (água e pastagens de boa qualidade e oferta, mineralização adequada), sanidade, manejo e genética.
Leitura consultada:
PACOLA, J.L. et al. Suplementação de bezerros em cocho privativo. Boletim Ind. Animal. Nova Odessa, v.46, n.2, p.167-175, 1989
Tipo de suplemento a ser utilizado:
Matsuda Top Bezerro : é um ração protéico-energéitca com minerais balanceados e promotor de crescimento – monensina sódica (RUMENSIN) - com função de estimular o bezerro lactante tornar-se ruminante mais cedo. Consumo médio esperado de 150 gramas por cabeça/ dia desde o primeiro dia até a desmama com 7-8 meses de idade.
Retorno do investimento aplicado: ( VALORES HIPOTÉTICOS )
Situação com 1.000 vacas com bezerros ao pé e a desmama com 7 meses de vida:
Retorno direto:
Ingestão média de 150 g/cab/dia = 150g x 210 dias = 31,5 kg / bezerro = R$ 12,92
Cocho de 3 metros linear + madeiramento = R$ 400,00 / 60 bezerros = R$ 6,67 / bezerro
Custo investimento / bezerro = R$ 19,59
Custo investimento / 1000 bezerros = R$ 19.590,00
Ganho de peso adicional médio/bezerro = + 30 kg peso vivo ( 1,04 @) = R$ 36,40
Ganho de peso adicional médio/ 1000 bezerros = 1040 @ = R$ 36.400,00
Saldo / bezerro = + R$ 16,81
Saldo / 1000 bezerros = + R$ 16.810,00
Retorno indireto:
Pelo menos 2% do total de vacas com prenhês na estação de monta = 80 % de taxa de desmama =
+ 16 bezerros/ano seguinte = R$ 2.400,00
Saldo final = + R$ 19.210,00
Índices considerados : $ da arroba de R$ 35,00 com 52% de rendimento de carcaça
$ do bezerro desmamado de R$ 150,00
$ por kilo do Matsuda Top Bezerro de R$ 0,41
$ do cocho de creep-feeding de R$ 400,00 ( considerando apenas um ano de vida útil no exemplo acima).
FABIANO ALVIN BARBOSA
CRMV-MG 5318