Sementes Fiscalizadas

Telefone (+55):
55 3322 6790 ou 8111 2902

sementes@sementesfiscalizadas.com.br - Skype | MSN | E-mail

Setor de sementes tem boas expectativas para 2008

Publicada em 11/04/2008 às 15:45:57

Setor de sementes tem boas expectativas para 2008Setor de Sementes tem boas expectativas para 2008
Data de publicação: 02/01/2008 11h31 - Fonte: Assessoria de imprensa Apassul
O Presidente da APASSUL – Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas do Rio Grande do Sul, Narciso Barison Neto, mostra-se otimista em relação ao setor de sementes para o próximo ano. Ele diz que 2007 foi um ano de recuperação do segmento sementeiro, mas acredita numa ascenção nos próximos anos.

Barison é vice-presidente da ABRASEM – Associação Brasileira dos Produtores de Sementes e Mudas e participou da assembléia de encerramento das atividades do ano, em Brasília. Na oportunidade, foram avaliadas as ações desenvolvidas junto ao governo federal, entre as quais: a participação no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento); na criação do Fundo de Recebíveis do agronegócio; zoneamento agrícola; encaminhamento de propostas junto a CNA e OCB; EGF para Semente; Proagro; Protocolo de Cartagena; câmaras setoriais do MAPA; alterações na lei de sementes e critério de VCU para forrageiras.


Ainda na Capital Federal, Narciso Barison Neto, participou de audiência com o Ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, quando ocorreu a entrega pela ABRASEM de documento ressaltando a importância da utilização de semente certificada para a agricultura brasileira. O documento aborda, também, aspectos sobre: crédito rural (custeio e investimento), seguro agrícola, operação com a CONAB, participação na CNBIO, lei de proteção de cultivares, fiscalização de sementes e criação em cada estado do Conselho do Agronegócio.


A ABRASEM promoveu um jantar de encerramento das atividades do ano reunindo, em Brasília, integrantes do corpo técnico do Ministério da Agricultura, Banco do Brasil e pessoas ligadas ao agronegócio.


Narciso Barison Neto, ressalta que é preciso seguir conscientizando a sociedade e especialmente os agricultores, sejam do segmento empresarial, quando pequenos médios e agricultura familiar, da importância da utilização de semente certificada, para assegurar que pesquisa siga avançando e alcançando novas tecnologias. “A pesquisa é fundamental para o agronegócio e seus resultados são passados ao produtor através da semente certificada”, concluiu.