Sementes Fiscalizadas

Telefone (+55):
55 3322 6790 ou 8111 2902

sementes@sementesfiscalizadas.com.br - Skype | MSN | E-mail

CLIMA QUE ATRASA O PLANTIO NO PR ACELERA O CULTIVO NO MT.

Publicada em 29/10/2009 às 11:00:39

CLIMA QUE ATRASA O PLANTIO NO PR ACELERA O CULTIVO NO MT.Clima que atrasa o plantio no PR acelera o cultivo no MT.



Concorrente direto do Paraná na produção nacional de grãos, o Mato Grosso avança a passos largos no plantio da safra de verão. O ritmo é tão intenso que em alguns municípios o índice de implantação das lavouras está acima dos números verificados no ano passado. Nas áreas produtoras do Sudeste do estado, que compreendem as regiões Primavera do Leste, Rondonópolis e Campo Verde, as plantadeiras já passaram por mais de 50% da área prevista para a soja. Os produtores da cooperativa Cooaprima, por exemplo, o trabalho já foi concluído em mais de 80% dos 66 mil hectares.


A pressa no plantio da soja tem uma explicação. Para semear a segunda safra de milho na segunda quinzena de fevereiro - a melhor época de cultivo - a lavoura de verão tem de estar implementada, no máximo, até a primeira semana de novembro, embora a aposta na safrinha ainda seja um ponto de interrogação. Dificuldades de preço e comercialização podem reduzir a área destinada ao cereal, beneficiando a retomada do algodão safrinha, no caso, o adensado. No último ciclo, o milho de segunda safra do Mato Grosso rendeu mais de 7 milhões de toneladas.


O produtor Jaime Coradin, de Primavera do Leste, conclui nesta semana o plantio em seus 1,7 mil hectares de soja. Em fevereiro, ele pretende plantar 1,3 mil hectares de milho. Só não vai ocupar toda a área porque parte dela, que está recebendo o primeiro cultivo de soja, ainda não está preparada para receber o milho. Apesar de todos os problemas de escoamento da safra mato-grossense, ele conta que vai continuar apostando no cereal.


Fábio Piculi, gerente comercial da Cooaprima, explica que o milho continua sendo a melhor opção. Sobre as dificuldades na comercialização, Piculi diz que os leilões feitos pelo governo federal equacionaram a situação, pelo menos para a cooperativa, da qual Coradin é um dos associados.


Clóvis Albuquerque, o agrônomo consultor do Sindicato dos Produtores Rurais de Primavera do Leste, destaca que neste ano, pelo menos por enquanto, o Mato Grosso tem um dos melhores climas para a implantação da safra de verão. Ele ainda não sabe se o El Niño vai ou não colaborar com o desenvolvimento das lavouras, mas garante que as condições atuais beneficiam os produtores do Centro-Oeste.


Em Mato Grosso, as primeiras projeções indicam um aumento de 3 a 5% na área de soja, que pode atingir 6 milhões de hectares. A Expedição Safra da RPC começou ontem o levantamento de intenção de plantio no estado. Um dado mais preciso virá ao final na sondagem, na primeira semana de novembro. As equipes de técnicos e jornalistas da Expedição que estão a campo percorrerem as regiões Centro-Oeste e Centro-Norte do país. Hoje, grupos de técnicos e jornalistas chegam a Cuiabá, no Mato Grosso do Sul, e Uruçuí, no Piauí. Nesta semana, os grupos já passaram pelo Mato Grosso do Sul, Tocantins e Maranhão.


Fonte: Gazeta do Povo - PR .